Tema de 2023

Escutar: um ato de amor
 

Aprender a ESCUTAR com o coração, será o mote que dinamizará toda a Vida e Ação da Obra de Santa Zita no ano 2023. No entanto, esta “arte” pressupõe uma atitude de escuta atenta na descoberta dos apelos que chegam dos destinatários da Missão, num esforço constante em responder às solicitações, em conformidade com a herança recebida do Fundador: Padre Joaquim Alves Brás.
Esta aprendizagem/formação, pressupõe dos membros da OSZ a abertura de coração, até ao ponto de escutar o viver quotidiano daqueles a quem são enviados, e aí descobrir a Missão a que Deus os convoca, apresentando-se como uma Obra Samaritana, que sai ao encontro de cada pessoa e procura realizar algo que ainda ninguém fez, “é preciso que vós vades onde ninguém vai, levar Cristo aos Pobres e às Famílias” (Mons. Brás), construindo “um mundo novo e de uma nova humanidade” (cf. Fratelli Tutti, Papa Francisco). Só assim a OSZ desenvolverá uma atividade/missão com sabor a Evangelho, percorrendo os caminhos do diálogo, da escuta e da solidariedade cristã.
No dizer do Papa Francisco ‘a escuta é uma dimensão do amor’ e todos precisamos de verificar a nossa capacidade de escutar. “Só prestando atenção a quem ouvimos, àquilo que ouvimos e ao modo como ouvimos, é que podemos crescer na arte de comunicar".
A OSZ acredita que o verdadeiro 'lugar' da escuta é o coração, e que só com as mãos no trabalho e o coração em Deus é capaz de se compadecer da pessoa faminta de Amor, de Paz, de Justiça e de Esperança. Esta tomada de consciência impele os seus membros a dinamizar toda a ação pastoral e social na busca do maior bem para todos os que, de alguma forma, são destinatários da missão.
Numa sociedade onde predomina a cultura do ruído, da fuga aos problemas, do descartável, e onde a solidão nas famílias atinge dimensões indecifráveis, é urgente escutar o que Deus quer para a Obra neste tempo, vontade essa que se manifesta quotidianamente através dos acontecimentos e da imitazioni rolex história. Este é o tempo favorável, este é um ano especial para exercer a arte de escutar o querer de Deus, através da prática em escutar o clamor dos “pobres” do nosso tempo.
A escuta, acompanhada do diálogo e da ação solidária para com os mais frágeis, no sentido mais lato do termo, torna-se uma oportunidade singular para a OSZ intervir na problemática social e familiar que carateriza a sociedade atual.
É hora de percorrer o caminho deixado pelo Fundador, o caminho do AMOR, pois o zelo apostólico que lhe moveu o coração, será a força dinamizadora de toda a ação social e pastoral da Obra, para bem da sociedade e da Família atual.